Responsável Técnico:
Felipe Rodrigues de Souza - CRO: 96525 - CROSP/CL:12483

Serviços

Enxerto

É um tratamento indicado para pessoas que buscam soluções com implantes porém não possuem estrutura óssea suficiente.

O que é enxerto?

Enxerto nada mais é do que a reposição óssea em pessoas que perderam osso ou por motivo periodontal ou pela falta de dentes por um grande período de tempo. Para o enxerto o cirurgião-dentista pode optar ou por retirar osso do próprio paciente, por exemplo da mandíbula ou usar osso industrializado, que é preparado e vendido para esta finalidade.

Como se faz o enxerto?

Para realizar o enxerto é necessário primeiramente definir qual tipo de enxerto será utilizado:

  • Em bloco: é um pedaço inteiro e com formato especifico que é parafusado ao osso do paciente.
  • Granulado: este é tipo mais comum de enxerto ósseo e também o mais utilizado. São pequenos pedaços ósseos que serão ajustados ao osso do paciente, este se integra e vira uma massa única e sólida.

Este procedimento cirúrgico visa acrescentar altura ou largura ao osso maxilar e/ou mandibular, aumentando seu volume para a posterior colocação de implante dentário. Primeiro é realizado uma cirurgia para colocação do enxerto ósseo na região danificada. É necessário aguardar um período de 4 a 6 meses para avaliar o sucesso deste procedimento. Após esse período, o paciente deve ir a consultas marcadas para avaliação clínica pré-implante, quando o
cirurgião-dentista se certificará de haver todas as condições necessárias para a continuidade do tratamento.

Riscos de não realizar o tratamento

  • Aparência do dente muito comprida.
  • Dificuldade para instalação do implante.
  • Em alguns casos não é possível a instalação de implantes sem a realização do enxerto.
  • Em casos duvidosos onde o cirurgião-dentista sugere o enxerto a execução de cirurgia de implante sem o mesmo acarreta em grande risco da perda do implante instalado.

* Todo procedimento odontológico tem um "período de validade" por isso visite seu dentista com frequência. Sugerimos visitas no mínimo semestrais.